Por ACISJC Em Noticias Atualizada em 17 DEZ 2018 - 09H13

Receita Federal paga R$ 5,8 milhões a quase três mil contribuintes no Vale

Esse é o último lote de restituição do IR 208 e quem não apareceu em um dos sete lotes regulares está automaticamente na malha fina do Leão.

A Receita Federal paga nesta segunda-feira (17) as restituições referentes ao último lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2018. No Vale do Paraíba, serão cerca de R$ 5,8 milhões para mais de 2,8 mil contribuintes. O lote também inclui restituições residuais de 2008 a 2017.

As consultas foram liberadas no último dia 10 e podem ser feitas pelo site da Receita Federal. Também é possível fazer a consulta por meio do aplicativo para tablets e smartphones.

Na delegacia de São José dos Campos foram contempladas 1.831 declarações com restituição total de R$ 3,8 milhões. A delegacia abrange também as cidades de Caraguatatuba, Ilhabela, Igaratá, Jacareí, Monteiro Lobato, Paraibuna, Santa Branca, São Sebastião e seis municípios do Alto Tietê.

Já a região de Taubaté, que abrange as demais cidades do Vale do Paraíba, somam 1.027 declarações no atual lote com restituição total no valor de R$ 2 milhões creditadas.

Ao todo, a Receita Federal recebeu 29.269.987 declarações do Imposto de Renda dentro do prazo legal neste ano, número acima da expectativa inicial de receber 28,8 milhões de declarações em 2018.

Malha fina

Quem não aparecer em um dos sete lotes regulares do IR está automaticamente na malha fina do Leão. Segundo a Receita Federal, mais de 12 mil contribuintes estão na malha fina do Imposto de Renda no Vale do Paraíba.

Caiu na malha fina do IR 2018? Veja o que fazer

Quando entram na malha fina, as declarações ficam retidas para verificação de pendências e eventual correção dos erros. As restituições são pagas somente após a questão ter sido resolvida.

Na delegacia da Receita Federal em São José dos Campos, são cerca de 8,3 mil declarações retidas. O número corresponde a aproximadamente 2,2% do total de declarações entregues na delegacia regional neste ano. A maioria delas por motivo de omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes.

Já na delegacia da Receita Federal em Taubaté, 4.084 contribuintes caíram na malha fina neste ano. A maior incidência na malha também foi por omissão de rendimentos, totalizando 2.774 declarações - o equivalente a 68% das retenções.

Matéria: G1

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.