Por ACISJC Em Noticias

Indústria cria 510 novos empregos na RMVale no primeiro bimestre

Região tem melhor resultado para o primeiro bimestre desde 2014, com fevereiro registrando saldo positivo de 180 empregos industriais, o primeiro resultado positivo dos últimos cinco anos; Taubaté teve melhor desempenho

O Vale do Paraíba criou 510 novos empregos no setor industrial no primeiro bimestre de 2019, melhor marca para o mesmo período desde 2014, segundo levantamento do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Neste intervalo, a região registra quatro primeiros bimestres com saldo positivo e dois perdendo vagas na indústria: 300 (2018), 50 (2017), -1.750 (2016), 300 (2015) e -50 (2014), de acordo com série histórica do Ciesp.

Com 180 vagas industriais abertas em fevereiro, a região também teve o melhor segundo mês do ano dos últimos cinco anos: -100 (2018), -250 (2017), -1.360 (2016), -230 (2015) e -160 (2014).

Porém, na comparação com janeiro, a aberturas de novos postos de trabalho caiu 45% em fevereiro: 180 contra 330 no primeiro mês do ano.

Segundo o Ciesp, a explicação é que janeiro foi marcado por acordos no setor metalúrgico, especialmente em montadoras, com redução de salário e flexibilização de direitos trabalhistas.

O mesmo deve ocorrer nos próximos meses, após acordos na GM (General Motors) e na Volkswagen e anúncio de R$ 10 bilhões em investimentos na GM, sendo que a fábrica de São José dos Campos pode receber R$ 6 bilhões desse aporte.

Existe ainda a expectativa de abertura de 400 empregos diretos entre as unidades da GM de São José e de São Caetano do Sul, o que deve impactar positivamente no resultado do emprego industrial nos próximos meses.

No acumulado dos últimos 12 meses, a região criou 200 postos de trabalho na indústria. É o primeiro resultado positivo na região desde 2014, considerando sempre os últimos 12 meses contados a partir de fevereiro de cada ano.

Regional de Taubaté gera 350 postos de trabalho em fevereiro e 1.350 em um ano

Formada por 28 municípios, a regional de Taubaté do Ciesp se consolidou como a maior gerado de empregos industriais na RMVale, com abertura de 350 novas vagas em fevereiro. No ano, a regional acumula 650 vagas. No acumulado dos 12 meses, o resultado é ainda mais expressivo: 1.350 postos de trabalho.

Na contramão, a regional de São José (oito cidades) só teve indicadores negativos no primeiro bimestre: corte de 150 vagas nos dois primeiros meses do ano e retração de 1.050 vagas nos últimos 12 meses. Com três cidades, a regional de Jacareí reduziu as contratações em fevereiro (-20) e ficou com saldo positivo tímido no primeiro bimestre: 10 vagas. Em um ano, os municípios perderam 100 postos de trabalho.

Setor industrial fecha 1º bimestre com 11 mil vagas criadas em SP

No estado de São Paulo, a indústria gerou 2,5 mil novas vagas em fevereiro e 11 mil no acumulado do ano, o que ficou dentro da expectativa do setor. "O nível de emprego da indústria paulista está estável e o resultado do mês veio dentro de nossas projeções, mostrando um pequeno crescimento", disse José Ricardo Roriz Coelho, 2º vice-presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). "Nos próximos meses, devemos seguir gerando novas vagas. Mas para que seja confirmada uma retomada é fundamental a aprovação da Reforma".

Fonte: OVALE

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.