Por ACISJC Em Gestão Atualizada em 25 SET 2020 - 09H23

Mais de 20 empresas estão credenciadas ao ACI Solidária

Primeiras famílias devem começar receber benefícios do projeto da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos a partir da próxima semana

Mais de 20 empresas aderiram, até agora, ao projeto “ACI Solidária”, lançado pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos para auxiliar famílias em situação de risco em razão da pandemia do novo coronavírus.

A meta do projeto é entregar a cada família selecionada um cartão com valor de compra de R$ 100 mensais, durante o período de três meses.

O cartão poderá ser usado apenas na rede de estabelecimentos comerciais cadastrados pelo projeto “ACI Solidária”, instalados em São José dos Campos. Até agora, a rede reúne 20 supermercados e quatro farmácias.

Os supermercados são: H.A. Silva e Cia, Mercadinho Real, Rosalina Supermercados (4 lojas), Supermercado Thomazzini (2 lojas), Mercadinho Piratininga (2 lojas), Supermercado Dia, Supermercado Fonseca, Supermercado do Pai, Supermercado Máximo do Bosque, Supermercado Máximo da Vila, Supermercado Máximo do Urbanova, Semar Supermercados e Mercadinho Irmãos Mansa.

Farmácias:  LMP Silveira Drogaria, Droga Bella (dentro do Semar)

A lista completa de endereços está no site da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos (www.acisjc.com.br).

Cartão

As primeiras famílias selecionadas pelo projeto “ACI Solidária” devem receber seus cartões na próxima semana. Atualmente, as famílias passam por uma avaliação sócio-econômica, para verificar se elas se encaixam nas regras do projeto. A meta do “ACI Solidária” é auxiliar 1.000 famílias, com um poder de compra mensal de R$ 100, durante três meses. O dinheiro para o projeto está sendo obtido por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas.

Os principais critérios para a análise são: (1) morar obrigatoriamente em São José dos Campos; (2) preferencialmente não estar recebendo nenhuma outra forma de auxílio ou benefício ligado ao Governo Federal, como Bolsa Família, Seguro Desemprego e outros; (3) se encaixar no perfil do projeto. Como perfil, o projeto atende trabalhadores informais, MEIs (microempreendedores), pessoas que estão desempregadas, contribuintes individuais do INSS, pessoas maiores de idade e que se encaixem nos requisitos de renda média: renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50), e de até três salários mínimos por família (R$ 3.135), até 20 de março.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Gestão

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.