Brasil

Comerciantes protestam contra regras da fase vermelha na Ponte Estaiada em São José dos Campos

Grupo pede regras mais flexíveis para o funcionamento do comércio. São José dos Campos está em fase vermelha desde o dia 18 de janeiro, antes mesmo da determinação estadual.

Escrito por ACISJC

28 JAN 2021 - 11H13

ponte

Fonte: G1/Vanguarda

Comerciantes fizeram um protesto contra as regras da fase vermelha na manhã desta quinta-feira (28) em São José dos Campos. Os manifestantes se concentraram no entorno da Ponte Estaiada e bloquearam o trânsito no local por cerca de duas horas.

O protesto, que terminou por volta das 9h, foi realizado por comerciantes que pedem que a prefeitura adote medidas mais flexíveis para o setor. Com cartazes, os comerciantes defendem regras mais flexíveis e reforço dos protocolos sanitários.

"Nós não somos culpados por isso [evolução da pandemia]. Não sendo culpados, estamos sendo punidos injustamente. Mesmo assim, se governo estadual e municipal querem impor restrições para gente, queremos contrapartida dos governos. É impossível sem ou com pouco faturamento pagar folha de salário, banco, aluguel" afirmou Antonio Ferreira Junior, presidente do Sinhores.

Os manifestantes interditaram as vias no entorno da Ponte Estaiada e impediram a passagem de carros e ônibus do transporte coletivo até por volta das 9h. O trânsito era intenso na região. Equipes da Polícia Militar e agentes de mobilidade urbana estavam no local.

Em fase vermelha desde o dia 18 de janeiro, antes mesmo da determinação estadual, somente comércios essenciais funcionam na cidade.

São José dos Campos já registrou 37.171 casos de Covid-19 em São José dos Campos, com 33.101 pacientes curados, 3.230 se recuperando em casa e 144 internados, além de 696 mortes pela doença. No boletim epidemiológico de quarta, a administração registrou mais dez mortes.

A Prefeitura de São José dos Campos informou que segue o Plano São Paulo, que colocou a região na fase vermelha. Além disso, disse que agentes da mobilidade e Guarda Municipal acompanham o protesto.

A Associação Comercial e Industrial informou que vê como legítima toda e qualquer manifestação pacífica em prol da retomada da economia

"As sucessivas manifestações para a retomada das atividades econômicas registradas em São José dos Campos em diversas outras cidades são um termômetro da insatisfação do empresariado com a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus e com falta de contrapartidas efetivas para minimizar as perdas sofridas pelo setor", informou em nota.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.