Por ACISJC Em Pesquisas Atualizada em 12 JUN 2019 - 15H24

Reforma da Previdência é uma incógnita para empresário

Embora a Reforma seja apoiada por 35,8% dos empresários do comércio de São José dos Campos, boa parte do setor não sabe ou prefere não comentar a mudança

A Reforma da Previdência ainda é uma incógnita para boa parte dos empresários do comércio de São José dos Campos.

Isso é o que revela a pesquisa inédita feita pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, em parceria com a Universidade de Taubaté, por intermédio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação). O levantamento foi realizado entre os dias 20 e 24 de maio, tendo como foco o empresário que atua nos principais eixos comerciais da cidade –Calçadão da Rua 7, rua 15 de Novembro e nos shoppings CenterVale e Vale Sul. Foram ouvidas 203 pessoas. A pesquisa tem uma margem de erro de 5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O trabalho aponta que, apesar de parte do empresariado apoiar a Reforma, é grande o número de pessoas que não sabe ou prefere não comentar as mudanças propostas pelo governo federal para a Previdência Social.

À pergunta se você é a favor ou contra a Reforma da Previdência, 35,8% dos empresários se declararam a favor, mas 46,7% preferiram não responder. Outros 17,4% se declararam contra e mais 12,4% não responderam à questão.

-- A pesquisa mostra um desconhecimento ainda muito grande em relação à Reforma da Previdência, embora esse seja um tema bastante atual, que impacta diretamente na vida das pessoas e esteja sendo discutido há bastante tempo – disse o presidente da ACI de São José dos Campos, Humberto Dutra. Para ele, o levantamento revela um problema grave para o governo, que não consegue informar a população, de forma eficaz, sobre a necessidade da mudança.

Coordenador do levantamento pela Fapeti, o pesquisador Luiz Carlos Laureano da Rosa concorda com o presidente da ACI. “A Reforma da Previdência é um tema complexo, que não está sendo bem compreendido pelas pessoas.”

Outro exemplo?

Embora a maioria afirme conhecer a proposta feita pelo governo federal (51%), quando o empresariado é perguntado se a Reforma é necessária mais de 46% dos entrevistados não responderam à questão, acima do índice de respostas afirmativas (38,5). Nesse quesito, 13,5% dos entrevistados não consideram a mudança necessária.

À questão se é importante estabelecer uma idade mínima para a aposentadoria, uma vez que as pessoas estão vivendo cada vez mais, 43,3% dos empresários disseram concordar com a idade mínima, mas 42,8% não souberam ou não quiseram responder à questão. 13,4% são contra a idade mínima. E que idade seria essa? Para 21,8%, a idade mínima seria de 60 anos. Mas 36,6% não responderam ou não souberam responder à questão, o maior número de citações.

Sobre o valor da aposentadoria variar de acordo com a idade, 44,2% dos entrevistados concordam com a regra, 11,5% discordam, mas 37,1% não souberam ou não quiseram responder.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Pesquisas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.