Por ACISJC Em Pesquisas Atualizada em 08 JUN 2018 - 15H49

Comércio de São José está otimista com o Natal

Uma boa notícia: apesar de cautelosos, os comerciantes de São José dos Campos estão otimistas para o Natal deste ano.


Esse é o cenário que aponta nova rodada de pesquisas feita pela Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos em parceria com a Universidade de Taubaté, por meio da Fapeti (Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Inovação). Realizado entre os dias 7 e 9 de novembro, o levantamento ouviu 249 comerciantes no Calçadão da Rua 7, rua 15 de Novembro e nos shoppings Vale Sul e CenterVale. O nível de confiança da amostra é de 95% e a margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

-- Esse Natal vai ser embalado pela recuperação lenta, mas gradual da economia, com inflação dentro da meta, redução de juros e retomada do nível de emprego. Tudo isso, somado ao projeto “Natal Iluminado”, com a retomada da decoração natalina nas ruas e praças do centro da cidade, favorece o comércio – disse o presidente da ACI de São José dos Campos, Humberto Dutra.

Nesse cenário, 40,2% dos entrevistados acreditam que as vendas para o Natal desse ano serão maiores que em 2016, contra 26,9% que esperam que o movimento fique no mesmo patamar e 16,1% que prevêem redução nas vendas. Os setores mais otimistas são viagem e turismo, cosméticos e perfumaria, tecidos e armarinhos, roupas e acessórios, além de drogarias.

Para a maioria do setor, o tíquete médio desembolsado pelo consumidor vai atingir até R$ 150. Esse patamar é citado por 52,2% dos entrevistados.

Sobre o desempenho da economia do país, o empresário do comércio está cauteloso. A expectativa da grande maioria (58,6%) é que o ritmo de crescimento da economia se mantenha igual para os próximos meses. Outros 32,9% acreditam em aumento do ritmo contra 3,6% que acreditam em uma retração.

Emprego

A pesquisa ACI-Unitau aponta ainda que 63,9% dos lojistas pretendem contratar funcionários temporários para o Natal. O número médio de contratações por loja deve girar de um a três funcionários. E os setores que mais devem contratar são os de drogarias, eletroeletrônicos, alimentação, calçados, bolsas e acessórios, jóias e bijuterias, cosméticos e perfumaria, além de roupas e acessórios.

“Transformar a vaga temporária em vaga efetiva, no entanto, não vai ser fácil no comércio de São José dos Campos.”

Dos 249 lojistas ouvidos na pesquisa ACI-Unitau, apenas 13,3% planejam aumentar o ritmo de contratações em sua empresa nos próximos três meses, contra 79,1% que planejam manter o quadro atual e 5,6% que admitem reduzir o quadro de pessoal. A maioria dos estabelecimentos pesquisados é formado por microempresas, que empregam, atualmente, até 9 funcionários.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por ACISJC, em Pesquisas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.